Área Médica
Atendimento online via chat exclusivo para médicos
Fale Conosco
Rua Santa Clara, 240
Sorocaba/SP
TEL: (15) 3233-7925 / 3231-1614
contato@arteformulas.com.br

Notícias

Doação de Sangue

O que é uma doação de sangue?

O sangue é, ainda hoje, insubstituível graças a todas as suas propriedades e características, ou seja: não pode ser fabricado artificialmente. A obtenção e manutenção de estoques de sangue seguro (com menor risco para quem o recebe) constituem-se num dos maiores desafios enfrentados pelos bancos de sangue de todo o mundo. 

Desta forma, é fundamental a conscientização da população do nosso pais sobre a importância da doação de sangue através de campanhas educativas promovidas pelo governo, comunidades, organizações medicas e não-governamentais, assim como os próprios bancos de sangue. 

A doação de sangue deve ser voluntaria, altruísta (humanitária e por amor ao próximo) e não remunerada. Antes da doação, todos os doadores são submetidos a um questionário, avaliação e exame clinico com a finalidade de verificar as condições de saúde do doador, se há algo que possa prejudica-lo no momento da doação, bem como a existência de hábitos de vida relacionados ao maior riso de doença infecciosa transmissíveis pelo seu sangue doado. Isto tem como principal função garantir a segurança, tanto de quem doa o seu sangue, como a de quem o recebe. Assim, a avaliação clínica deve incluir:

Verificação dos sinais vitais do doador (pressão arterial, pulso e temperatura)

Presença de anemia

Averiguação sobre condições atuais e passadas de saúde, assim como a presença de doenças, hábitos sexuais, uso de drogas e entorpecentes, uso de medicações, etc.

Qualquer fator de risco detectado na triagem levara a rejeição temporária ou definitiva do doador. 

Caso esteja apto, o doador passara ao próximo passo do processo, que consiste na coleta do sague total (cerca de 400ml a 450ml), através de punção venosa do braço, após cuidadosa assepsia (limpeza) do mesmo. Todo o material utilizado na doação é descartável, portanto, sem quaisquer riscos de contaminação para o doador. Este ato dura entre 10 a15 minutos e raramente está relacionado à ocorrência de reações, como tonturas, hipotensão (pressão baixa), franqueza, etc. o nervosismo durante o processo de doação pode aumentar a possibilidade de tais reações. O doador deve está calmo e consiste de que uma leve “picada” não irá prejudica-lo ou mata-lo, e que irá salvar vidas.

O sangue doado será então testado para doenças transmissíveis pela transfusão, principalmente doenças d e Chagas, Aids, hepatite B e C, HTLV I e II, sífilis [ estas infecções serão detalhadas em 10.7, Doenças transmissíveis]. 


Uma vez que eu tenha doado sangue, tenho de doar sempre?

Não. É importante abolir a ideia de que doar purifica, engorda ou emagrece, afina ou engrossa o sangue, atrapalha o desempenho sexual e, principalmente, torna o indivíduo “viciado”, obrigando-o a doar sempre o seu sangue.


De quando tempo meu organismo precisa para refazer o sangue que doei?

O organismo é capaz de repor o sangue perdido rapidamente. O volume doado é reposto em aproximadamente 3 dias, assim como as plaquetas e os glóbulos brancos; os glóbulos vermelhos serão repostos em aproximadamente 60 dias. 


Fonte: 

SAUDE - ENTENDENDO AS DOENÇAS, KAUFFMAN, PAUL, HELITO, ALFREDO SALIM DE, Ano:  2007. Editora: NOBEL