Área Médica
Atendimento online via chat exclusivo para médicos
Fale Conosco
Rua Santa Clara, 240
Sorocaba/SP
TEL: (15) 3233-7925 / 3231-1614
contato@arteformulas.com.br

Notícias

Psoríase

O que é?

Doença caracterizada por lesões com base vermelha e muita descamação localizada principalmente em cotovelos e joelhos. É muito comum, atingindo de 2% a 8% da população e se manifesta na pele e articulações. A causa é desconhecida e não é contagiosa. Apresenta evolução crônica e frequentemente recidivaste. 


Por que se manifesta?

A causa da psoríase é desconhecida. Existe uma predisposição genética, sendo que 30% dos doentes relatam um parente afetado. Existem diversos fatores implicados no desencadeamento da doença, tais como: defesa agindo na multiplicação celular da pele com ativação dos linfócitos e liberação de citocinas (substancias que atuam de várias formas na pele); traumas cutâneos físicos, químicos ou inflamatórios; infecções de garganta são implicadas no desencadeamento ou agravamento das lesões; medicamentos, como anti-inflamatórios não hormonais podem agravar a psoríase e o estresse emocional tem papel importante no agravamento da doença.


Como se manifesta clinicamente?

As lesões são vermelho-escamosas, sendo as escamas prateadas, espessas e descamam quando raspadas, deixando na pele pontilhados de sangue (procedimento medico). As lesões podem ser em placas ou lesões menores tipo gotas ou também mais raramente manifesta-se de forma disseminada em todo o corpo. As localizações mais frequentes são nos cotovelos, joelho, couro cabeludo e unhas. A psoríase é chamada eritrodérmica quando atinge todo o corpo desde o couro cabeludo, face, tronco, membros até as regiões dos pés. Quando acompanhada de dores nas articulações é denominada psoríase artropática.  

Quando apresenta pústulas (bolhas de pus) é denominada psoríase pustulosa. Muitas vezes as formas mais graves da doença necessitam de tratamento hospitalar.


Como se trata?

O tratamento depende do tipo de psoríase, de sua extensão e da localização das lesões. Existem tratamentos tópicos á case de pomadas, cremes e outras vezes de banho de luz ultravioleta. Casos mais graves exigem tratamentos sistêmicos (que atingem tido organismo), medicamentos que atuam diretamente na defesa, e as vezes, necessitam de internação hospitalar.

O médico deverá ser consultado para indicar o melhor tratamento par o seu caso. 


Fonte: 

 SAUDE - ENTENDENDO AS DOENÇAS, KAUFFMAN, PAUL, HELITO, ALFREDO SALIM DE, Ano:  2007. Editora: NOBEL